Categoria nota

Luci Collin e Cristovão Tezza conquistam 2º lugar em suas categorias

Neste ano o Prêmio Jabuti abriu duas novas categorias, totalizando 29. Foto: Divulgação.

Nesta última terça-feira (31), foi divulgado o nome dos vencedores do Jabuti, prêmio mais importante da literatura brasileira. Entre os nomes estava Luci Collin, curitibana que conquistou o segundo lugar na categoria Poesia, com o livro “A Palavra Algo” (Iluminuras, 2016) e o escritor catarinense, radicado no Estado, Cristovão Tezza, que também levou o segundo lugar com a obra “A Tradutora” (Record, 2016), na categoria de Romance.

Ao todo foram 2640 livros inscritos, sendo que, neste ano, havia duas novas categorias: Histórias em Quadrinhos e Livro Brasileiro Publicado no Exterior. A cerimônia de entrega será apenas no dia 30 de novembro, no Auditório do Ibirapuera (SP), quando serão divulgados os vencedores mais esperados, Livro do Ano de Ficção e Livro do Ano de Não-Ficção.

Sobre as obras

Livro: A Tradutora.

Autor: Cristovão Tezza.

Número de Páginas: 208.

Editora: Record

Preço: R$47,90.

Beatriz é uma tradutora de 30 e poucos anos às voltas com o desafio de traduzir o espanhol barroco do catalão Felip T. Xaveste. Em seu apartamento, depara-se com uma sucessão de acontecimentos que entrelaça a urgência do instante presente com a memória: um envelope em branco deixado misteriosamente sob a porta da sala; as pequenas e grandes dúvidas que envolvem a tradução e os desdobramentos que projeta para a sua carreira; a conversa ao telefone com o namorado escritor, que a assedia intelectualmente; e uma ligação inesperada propondo-lhe um trabalho como intérprete de um executivo da FIFA em visita a Curitiba para os preparativos da Copa do Mundo no Brasil. Sob a força do puro prazer narrativo, nossa curiosidade é sequestrada pelo cruzamento sutil de pontos de vista ao longo de três dias intensos. Lembranças, argumentos e percepções da personagem se desdobram em múltiplas combinações. Neste romance sofisticado, conduzido por um fio de leveza, humor fino e autoironia, encontramos Cristovão Tezza em pleno vigor de seu domínio narrativo – um livro que nos dá a sensação de vislumbrar a metade mais fascinante, complexa e misteriosa do universo humano: a feminina.

Livro: A Palavra Algo.

Autor: Luci Collin.

Número de Páginas: 112.

Editora: Record.

Preço: 34,00.

Algo aqui neste livro se faz, tanto quanto se diz. De que espécie será essa alguma coisa – essa coisa alguma? O que será o mistério “que reaparece / nesse aqui / sem nem sê-lo”? Como pode haver tais haveres que nem sequer são, como um pássaro que inadvertidamente transita por um “curso intransitivo”?

É uma fascinação, A palavra algo, de Luci Collin. Esses poemas fascinam pelo muito que afirmam justamente a partir de uma tenaz negação. O próprio título, bem lido, exprime a ambivalência de um afirmar negando, que parece orientar – ou pelo menos sugerir – a poesia que o leitor tem nas mãos agora. Trata-se da palavra, não de um suposto ente que se possa avistar através dela, existindo independente da nomeação. Mas o resultado de uma escrita dessa forma obstinada é por fim a mais generosa abertura: todo um mundo que se acrescenta ao mundo que só assim pode ser capturado.

(Sérgio Alcides)

Recommended Posts

Deixe um comentário

COMECE A DIGITAR E PRESSIONE ENTER PARA PESQUISA